Vila da Serra - +55 31 2342-0700 / 31 99569-9150 Varginha - +55 35 3222-2752
Seg à Sex, de 08:00 às 18:00 – Sáb de 08:00 às 12:00

Afinal, o que é a endometriose?

Data da publicação: 06/10/2021

Muitas mulheres sentem pelo menos alguma dor pélvica durante a menstruação. Para algumas pessoas, isso é especialmente difícil, porém, em alguns casos, isso se deve a uma condição chamada endometriose.

A endometriose pode causar dor intensa e piorar com o tempo e você precisa consultar um médico para determinar se você possui a doença ou precisa de acompanhamento.

Neste artigo você saberá sobre endometriose, quais são os sintomas, exames necessários, bem como informações para tratamento de dores e infertilidade.

O que é a endometriose?

A endometriose é uma doença em que o tecido semelhante ao tecido que forma o revestimento do útero cresce fora da cavidade uterina. O revestimento do útero é denominado endométrio.

Essa doença ocorre quando o tecido semelhante ao endométrio cresce em seus ovários, intestinos e tecidos que revestem sua pelve. É incomum que o tecido endometrial se espalhe além da região pélvica, mas não é impossível. O tecido endometrial que cresce fora do útero é conhecido como implante endometrial.

As mudanças hormonais do seu ciclo menstrual afetam o tecido endometrial deslocado, fazendo com que a área fique inflamada e dolorida. Isso significa que o tecido vai crescer, engrossar e quebrar. Com o tempo, o tecido que se rompeu não tem para onde ir e fica preso na sua pelve.

Quais são os principais sintomas da endometriose?

Geralmente um dos primeiros sintomas é a dor na cavidade abdominal. Por isso, é importante que você informe o seu médico sobre a dor que você sente durante a menstruação e em outros momentos.

Muitas mulheres também têm dor na região lombar e abdominal, assim como na pelve. Em mulheres com endometriose, pode começar antes da menstruação e durar vários dias após o término. 

Os principais sinais e sintomas são:

  • Dor durante ou depois do sexo
  • Dor quando você faz xixi
  • Dor com evacuações
  • Sangramento intenso durante a menstruação
  • Sangramento irregular
  • Constipação
  • Inchaço
  • Náusea
  • Infertilidade
  • Sangramento ou manchas entre os períodos
  • Mudanças de humor devido à dor

É importante fazer check-up médico com um Ginecologista, pois um diagnóstico demorado pode detectar focos de endometriose. Nessas consultas, podem ser solicitados exames clínicos simples, como exame de sangue, entre ou outros específicos que serão citados em seguida.

Principais exames necessários

Exame pélvico

O seu médico fará a detecção de sinais de cistos ou tecido cicatricial. Mas isso pode não ser suficiente para saber se você tem endometriose.

Ultra-som

A ultrassonografia nem sempre mostra endometriose, mas é boa para encontrar endometriomas, um tipo de cisto ovariano comum em mulheres com a doença.

Imagem por ressonância magnética

Este teste pode fazer uma imagem clara do interior do seu corpo sem o uso de raios-X. Os exames de ressonância magnética também podem ajudar os médicos a se preparar para a cirurgia em mulheres com endometriose.

Laparoscopia

O médico fará um pequeno corte próximo ao umbigo e colocará uma ferramenta fina para verificar se há sinais de endometriose.

Endometriose tem cura?

Não há cura para a endometriose, mas um médico especialista indicará possíveis tratamentos para os sintomas e problemas que a síndrome causa. 

Se você não está tentando engravidar, o controle hormonal da natalidade geralmente é a primeira etapa do tratamento. Isso pode incluir:

1. Controle de natalidade de ciclo estendido (você tem apenas alguns períodos por ano) ou de ciclo contínuo (você não tem períodos)

Esses tipos de anticoncepcionais hormonais estão disponíveis na forma de pílula ou injeção e ajudam a interromper o sangramento e reduzir ou eliminar a dor.

2. Dispositivo intrauterino (DIU) para ajudar a reduzir a dor e o sangramento

O DIU hormonal protege contra a gravidez por até 7 anos. Mas o DIU hormonal pode não ajudar na dor e no sangramento devido à endometriose por tanto tempo.

O tratamento hormonal funciona apenas enquanto for tomado e é melhor para mulheres que não apresentam dor ou sintomas intensos.

3. Agonista do hormônio liberador de gonadotrofinas

Este medicamento impede que o corpo produza os hormônios responsáveis ​​pela ovulação, pelo ciclo menstrual e pelo crescimento da endometriose. 

Este tratamento causa uma menopausa temporária, mas também ajuda a controlar o crescimento da endometriose. Assim que você parar de tomar o medicamento, seu ciclo menstrual retornará, mas você terá uma chance melhor de engravidar.

Possíveis complicações

Os fatores de risco podem variar, mas uma cirurgia geralmente é escolhida para sintomas graves, como a endometriose profunda, quando os hormônios não estão proporcionando alívio ou se você está tendo problemas de fertilidade. 

Durante a operação, o cirurgião pode localizar qualquer área de endometriose e remover os adesivos de endometriose. Após a cirurgia, o tratamento hormonal é frequentemente reiniciado, a menos que você esteja tentando engravidar.

 

Outros tratamentos, incluem:

Remédio para dor

Para sintomas leves, seu médico pode sugerir tomar medicamentos para a dor sem receita. Estes incluem ibuprofeno (Advil e Motrin) ou naproxeno (Aleve).

Terapias de medicina complementar e alternativa

Algumas mulheres relatam alívio da dor com terapias como acupuntura, quiropraxia, ervas como galho de canela ou raiz de alcaçuz, ou suplementos, como tiamina (vitamina B1), magnésio ou ácidos graxos ômega-3.

É possível engravidar com endometriose?

A endometriose é um dos principais motivos que causam infertilidade, por isso o processo de gestação pode ser bem complicado, porém muitas mulheres com a doença conseguem engravidar.

Não se sabe exatamente como a endometriose pode causar infertilidade. Alguns motivos possíveis incluem:

  • Manchas de endometriose bloqueiam ou alteram a forma da pelve e dos órgãos reprodutivos. Isso pode tornar mais difícil para o espermatozóide encontrar o óvulo.
  • O sistema imunológico, que normalmente ajuda a defender o corpo contra doenças, ataca o embrião.
  • O endométrio (a camada do revestimento uterino onde ocorre a implantação) não se desenvolve como deveria.

Se você tem endometriose e está tendo problemas para engravidar, converse com um médico especialista, que pode recomendar tratamentos, como cirurgia para remover os crescimentos endometriais.

Para obter o melhor atendimento é fundamental escolher uma clínica de reprodução humana de confiança, e diante deste novo cenário que estamos vivendo, a Clínica Vilara está oferecendo aos pacientes uma nova possibilidade para a realização de consultas online conhecida como Telemedicina.

Se você quer ter acesso a mais conteúdos como este, não deixe de continuar acompanhando o nosso blog e também de curtir nossa página no Facebook e seguir nosso perfil no Instagram.