Vila da Serra - +55 31 2342-0700 Varginha - +55 35 3222-2752
Seg à Sex, de 08:00 às 18:00 – Sáb de 08:00 às 12:00

Jornal Estado de Minas – Infertilidade masculina aumenta

Data da publicação: 29/01/2019

Estudos realizados em diversos países mostram que a qualidade média do sêmen vem caindo pelo menos desde a década de 1930. Não há informações conclusivas sobre as causas – as principais suspeitas recaem sobre o álcool, o cigarro e substâncias químicas presentes em pesticidas, solventes e recipientes de plástico. Um dos poucos estudos no Brasil sobre o assunto foi feito recentemente pela bióloga Anne Ropelle em sua dissertação de mestrado na Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Das 33.944 amostras registradas pelo Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher da universidade (CAISM), entre 1989 e 2016, a pesquisadora analisou 18.902 e dividiu os exames em cinco períodos de tempo a fim de analisar os parâmetros que medem a qualidade do sêmen: concentração, motilidade progressiva e morfologia. Foi notada queda significativa em todos eles. De acordo com o especialista em reprodução humana Marco Melo, diretor da , se os números continuarem caindo, os casais poderão encontrar maior dificuldade para conseguir uma gestação.



Texto revisado por:

Dr.Marco Melo / CRMMG 30246

Médico ginecologista. Membro da Comissão Nacional Especializada em Reprodução Humana-FEBRASGO, Mestre e Doutor em Ginecologia e Obstetrícia pela UFMG, Pós-doutor pelo Instituto Universitário-IVI, Universidade de Valência (Espanha), Especialização em Biologia Molecular da Implantação Embrionária pelo FIVIER (Espanha), Master em Ginecologia Endócrina e Reprodução Humana pelo Instituto Valenciano de Infertilidade (Espanha), Editor da Revista Cadernos de Medicina, Membro da Câmara Técnica de Reprodução Humana do CRM-MG. CRMMG 30246

> Currículo Lattes